sexta-feira, julho 24, 2009

A trágica história de Jason Becker

O guitarrista americano Jason Becker, que fez 40 anos na quarta-feira, é personagem de uma das maiores tragédias da história da música. Teve a carreira abreviada no seu auge devido a uma doença chamada Esclerose Lateral Amiotrófica.

O menino prodígio nascido em Richmond, Califórnia, ganhou o primeiro violão aos cinco anos. Teve as primeiras aulas com seu pai, Gary, que lhe ensinou músicas de Bob Dylan.

Aos 16 anos, enviou uma demo para a revista Guitar Player e conseguiu um contrato com a Sharpnel Records. Foi apresentado ao também guitarrista Marty Friedman, com quem formou o Cacophony. Gravaram os discos Speed Metal Symphony (1987) e Go Off! (1988).

Jason Becker impressionava pela técnica apurada e velocidade com que tocava sendo tão jovem. Seu disco solo, Perpetual Burn, gravado em 1988, é um marco na história da guitarra.

Um ano depois o músico começou a sentir uma fraqueza na perna esquerda e foi diagnosticado com o Mal de Lou Gehrig. Hoje não se move, não fala, mas se comunica usando o globo ocular.

O seu futuro brilhante foi dizimado por essa fatalidade estúpida. Imagino se isso não tivesse acontecido, não haveria Steve Vai ou qualquer outro capaz de superá-lo.Prognósticos a parte, Jason Becker não se rende, ainda escreve músicas com o auxílio de um computador. É um exemplo de vida.

Ouça a genialidade do guitarrista em Altitudes.

12 comentários:

Lilo disse...

Bom, não posso opinar muito porque não sou grande admirador de instrumental. hehehe
De qualquer forma, concordo com o "exemplo de vida"!

Abraço

Cooringa disse...

Cara ... Eu tenho uma Tia que tem essa doença!
Pelo menos os sintomas são os mesmo!
Muito Foda!

Rodrigo disse...

cara ...
ja ouvi falar desse cara ...
eu escutei uma musica dele ... q naum sei o nome ... muito foda mesmo ...

abraços

Silvio disse...

Terrível cara que que é isso. Dá pavor nisso man um cara de talento se ferrar assim.

E sobre instrumental nao sou fã tambem alias se musica vem com solinho já passo mal rs

jef disse...

mto bom o som, realmente triste algum tão talentoso terminar a carreira de maneira brusca como essa ;/

Marcelo Ribeiro disse...

É a vida, o cara ter que terminar de uma maneira estranha a vida e ficar ligado a uma cadeira de rodas. Mas que ele consegue compor, isso é a prova de exemplo de vida.
Abraço e boa semana ao amigo.

Daniel Leite disse...

Confesso que não conhecia Jason Becker. Mas, em virtude de sua música e história, já virei fã do guitarrista. Vejo tantos artistas, igualmente brilhantes, que se perdem e parecem procurar a morte (o exemplo mais famoso e vivo em nossas memórias é o de Michael Jackson), que, às vezes, esqueço-me de que males inevitáveis também podem atrapalhar carreiras gloriosas. Jason representa uma lição de vida para Winehouse, Spears e companhia.

Abraços!

Conheça a Revista Digital Sem Fronteiras através do Blog de Bastidores, que lhe oferece a palavra dos editores. A revista estreia em breve. Mas você já pode debater conosco. É só acessar http://bastidoressf.wordpress.com e comentar! Hoje, você conhece a coluna "Fatos Históricos".

Leonardo disse...

Som muito bom.

Realmente uma pena que uma fatalidades dessa tenha abreviado a carreira dele. Mas que ele é um exemplo de vida, acredito que todos concordam.

Carolina disse...

A minha praia não é som instrumental, mas óbviamente reconheço o valor desse cara. Não só pela música que faz, como tb pela história de superação.

Boa pedida, garoto!

Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador.. que historia terrivel... Não conhecia o artista. Voce tem um cuidado com suas pesquisas admiravel!Parabens de verdade!!!!
Super sucesso pra ti!

Frank Kair disse...

Super Shredder! Esse cara é muito técnico e rápido, arrisco dizer que é um dos mais rápidos (se não o mais) guitarristas de todos!

Realmente absurdo, um arrombado!

Pena a tragédia... Ele tinha um carreira brilhante pela frente, poderia ter sido bem mais reconhecido e tal, mas enfim, ele é demais!

Belo post denovo!

Anônimo disse...

Pô tem uma galera aí q não saca nada, o cara é uma lenda, um dos melhores guitaristas de todos os tempos, se não fosse a doença o cara estaria no topo.Conheço o symphony e o go off tenho os dois em vinil.O Jason Becker é uma fera, confiram os videos dele no youtube, os arpejos do rapaz deizam qualquer um de boca aberta.