segunda-feira, janeiro 25, 2010

Melhor disco de 2010

The Never Ending Way of ORwarriOR, novo disco da banda israelense Orphaned Land, lançado hoje na Europa pela Century Media Records, é um dos trabalhos mais aguardados nos últimos tempos.

Após gravar a obra-prima conceitual Mabool - The Story of the Three Sons of Seven (2004), aclamada nos quatro cantos do mundo, o grupo conviveu com a pressão de superar a qualidade alcançada em Mabool.

O produtor britânico Steven Wilson, que ajudou a lapidar o Opeth, teve a missão de levar o Orphaned Land a novos ares. E conseguiu. O som do sexteto formado por Kobi Farhi (vocal), Yossi Sassi (guitarra, piano e cordas), Matti Svatitzki (guitarra), Uri Zelcha (baixo), Matan Shmuely (bateria) e Shlomit Levi (vocal) está ainda mais progressivo.

Poucas bandas podem se orgulhar de ter criado um estilo. Ouvir The Never Ending Way of the ORwarriOR é uma experiência indescritível, tão única como a que tive há seis anos.

A música do grupo é uma mistura de subgêneros do heavy metal como death, doom, folk e progressivo, com elementos orientais, tudo encaixado de uma forma incrivelmente coesa. Ponto para Steven Wilson e sua excelente produção.

Se o novo disco é melhor do que o Mabool, ainda é cedo para dizer. Sei que ainda estamos em janeiro, mas duvido que alguém lance um trabalho superior ao do Orphaned Land em 2010. Que não demorem mais seis anos para gravar outro!

Ouça Treading Through Darkness, faixa quatro do novo álbum.

34 comentários:

Frank Kair disse...

PRIMEIRO!

As mudanças de "temperamento" da música foram bem sutis e até inesperadas, achei bem interessante. O timbre da guitarra é bem cheio :D
Muito bom, legal mesmo. Mas precipitado dizer que é o melhor de 2010 hein hahahaha

Ainda to pra descobrir como e onde tu descobre essas bandas...

Belo post mais uma vez, Daniel!

Abraço!

Felipe Barta disse...

Vou ouvir, mais é cedo dizer q é o melhor de 2010

Rodolfo Soares disse...

Hum, até agora né, ainda tem muita coisa pra vir, né?

Abraços!
www.borarir.com

L.A.G. disse...

Adoro blog de música!

Parabéns!

Daniel disse...

excelente!!
obra prima perfeito disco, otimas misturas
achava dificil ter algo tão critaivo surgindo autalmente


recomendo

J P F O X disse...

Som muito bom. A música escolhida foi um pouco mais calma. Esperava por uma com pegada maior. Mas gostei mesmo assim.
Até mais,

Pretty Woman... disse...

Nossa fiquei surpresa com o Blog super bem feitinho... MUITO BOM...

Rafael disse...

Excelente disco, master piece com certeza estará entre os melhores desse ano... Orphaned Land é o Opeth do oriente...o mais próximo de "criatividade" possível

Vinicius Oliveira disse...

bom nem começou ainda 2010 e ja tem o melhor disco? hahahahaha

http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/
comenta? me siga, vote em minha enquete

Rodz Online disse...

Nunca ouvi e pretendo dar uma conferida mas tb sou da política que é cedo demais pra considera-lo o melhor de 2010

Jef disse...

som chapado haha, mas não curti mto a levada "do oriente" não, a musica é boa mas não é o tipo de coisa que eu conseguiria ouvir mto.

abraço

Carlos disse...

rsrsrs, valeu amigo.
abs!!
belo blog.
parabens

Victor Faria disse...

Parabéns pelo blog!
Passa lá no meu blog, vota na enquete que deixei lá e comenta. Se gostar, clica nos anúncios...pra dar uma ajuda.
http://www.papodeinformatica.blogspot.com

Thau disse...

Já ouvi alguma musicas deles e não me agradei muito, cada um gosta de um estilo neh, é cedo pra dizer que é o melhor, vamos ver oq vai vir pela frente

Vinicius Oliveira disse...

bom eu acho que sera mais um ano do akon (desculpa fugir o tema do post)

Comentem no meu blog, falo sobre futebol, minha vida e etc. me sigam, divulguem e votem na minha enquete..
http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/

* João Carlos * disse...

orphaned land é uma ótima banda...
vou baixar é esse cd ;)
boa pedida!

Rafa Amaral disse...

Pra falar a verdade não conheço a cena israelense, mas acho que vale a pena da uma olhada após o que vc diz aqui. Valeu pela dica blogueiro. Abraçossss http://cinemasemtempo.blogspot.com

Ká.Entre.Nós disse...

Nunca ouvi falar, nem aqui na Irlanda eles são famosos , mas depois do seu comentário vou checar, nem que seja só a música 4 :)

Leonardo Alves disse...

Nossa, parabéns pela iniciativa de mostrar para os leitores novas bandas ! :D

Bikelando disse...

Eu não conhecia a banda! Gostei da mistura na música e vou procurar mais.
Rapaz, você tem "descobrimentos" aqui em seu blog! Que achado!

Arash Gitzcam disse...

Rapaz, num curtiesse som n, artificial com tentativa de ser pop a la dream theater, chieo das técnicas inúteis...

30 e poucos anos. disse...

Não conhecia a banda

Mesquita! disse...

Cara sou um amante da musica, mas nunca tinha ouvido essa banda, vou procurar esse CD.

Abraço!

Inez disse...

Nunca tinha ouvido falar dessa banda.

A-nanda disse...

blog legal bem informativo !!

Guilherme Bayara disse...

Quando li a descrição da banda achei que não gostaria muito, pois é bem diferente do meu estilo.

Mas eu gostei, e as mudanças são bem sutis mesmo.

Mateus disse...

que som legal
bem interessante

Carolina disse...

Quando ouvi Mabool eu não sabia o quanto iria me encantar, só sabia que eles cantavam em sei lá quantas línguas, rsrs... Mas com o passar do tempo, quanto mais ouvia, mais maravilhada ficava (e fico!).

Eu não sou de analisar técnica e mi mi mi, eu sinto. E sem dúvidas eu digo que pra mim Mabool é a coisa mais formidável (fantástica, irreal, admirável...) que poderiam ter feito.
E por isso eu tinha medo desse novo trabalho. E, se esse albúm não fosse tão bom, o que seria da vida? (tááá, eu ainda teria o Mabool) Mas no lugar do medo, voltou a euforia de ouvir mais uma obra dos deuses!! ufa!!

Não farei comparações, tem lugar pra todos!

Carolina disse...

Ah, nem preciso falar do post, né? Tão bom quanto a banda!!


Lindo!!

S.A disse...

eu amo musica, e trabalho com ela, seu blog é demais! adorei.

Rodolfo Soares disse...

Escutei é bom o som... mas é cedo saopasopaskopsako

Abraços

Esther Saldanha disse...

Primira vez que ouço falar dessa banda, eu gosto quando misturam tons e sons no rock, quando bem feito fica muito bom. ^^
Parabéns pelo blog.

Lilo disse...

Não to ligado. Mas também "não é a minha praia" =P

Morning Sun sábado no Sunset??

ãããããã

psetolo

Thiago Capodeferro disse...

Grande Daniel! Desculpe a dempra para comentar o post, as chuvas sem fim no sudeste me deixaram desconectado por dois dias hahaha.

Sobre o som, genial, bem peculiar, diferente. Gostei do vocal, e como alguém disse ai em cima, o timbre da guitarra é bem cheio mesmo.

grande abraço