quinta-feira, abril 16, 2009

Novo disco dos Mutantes terá participação de Mike Patton, Tom Zé e Jorge Ben

Gostem ou não, Os Mutantes foram a banda mais revolucionária do Brasil. Implantaram de vez a psicodelia na música brasileira, criando com outros artistas o Tropicalismo.

Não existe, também, grupo que passou por tamanha mutação em tão pouco tempo. Os três primeiros discos lançados por Sérgio Dias (guitarra, vocal), Rita Lee, Liminha (baixo), Arnaldo Baptista (teclados e voz) e Dinho (bateria), deram fama mundial à banda paulistana.

Em 1971, com Jardim Elétrico, houve a definitiva transição dos Mutantes para o rock and roll. No ano seguinte, Rita Lee sai do grupo. Em 1973, é a vez de Arnaldo Baptista pedir o boné. Foi a deixa para Sérgio Dias seguir com a sua viagem progressiva, iniciada na mesma época com o disco O "A" e o "Z".

A última fase do grupo foi muito criativa. Sérgio Dias e seus novos comparsas, Túlio Mourão (teclados), Antônio Pedro de Medeiros (baixo) e Rui Motta (bateria), lançaram Tudo Foi Feito Pelo Sol, em 1974, o melhor disco dos Mutantes. A banda acabou dois anos depois.

Após três décadas de inatividade, Arnaldo Baptista voltou e recrutaram Zélia Duncan para os vocais, já que Rita Lee não quis participar da reunião. Ambos saíram em 2007, deixando apenas Sérgio Dias e Dinho como membros originais. O guitarrista reformulou a banda e começou a trabalhar em um novo disco, cujo lançamento está previsto para o final deste ano.

Como grande novidade, as participações especiais: Erasmo Carlos, em um dueto com a nova cantora Bia Mendes; Tom Zé, em sete parcerias com Sérgio Dias; Jorge Ben, que compôs uma música especialmente para a banda, como já havia feito em 1968; e o grande Mike Patton, que está em turnê com o Faith No More.

A nova formação conta com Bia Mendes (vocal), Henrique Peters (teclado), Vinícius Junqueira (baixo), Simone Sou (percussão), Vitor Trida (flauta, viola e cello) e Fábio Recco (vocal). Vai ficar bom? Não sei, mas promete. Vamos esperar.

Ouça Cavaleiros Negros, do compacto duplo de mesmo nome, lançado em 1976, última gravação dos Mutantes.

14 comentários:

Alexandre Campos disse...

"Dizem que sou louco por pensar assim..." Não é tarefa das mais fáciel falar dos Mutantes, Daniel você mais uma vez conseguiu sintetizar e muito bem a carreira meteórica desta banda! Eu sou fã, e acho que todo roqueiro que se preze, deveria beber dessa fonte!!
"... mais louco e quem me diz,e não é feliz, seu sou feliz...!"
Forte Abraço!

Flunders disse...

não é o tipo de som que mais me agrada, mas é indiscutivelmente uma das bandas mais revolucionarias e influentes que já apareceram em terras brasileiras

baketa disse...

Som muito loucoooo

Matox disse...

Som deverás viajante.

Gozado, sempre me falram que o Arnaldo que era é cérebro por tras da banda, me enganei.

Abraços.

cabelo disse...

Irmaos baptista merecem todo o respeito.
Arnaldo, Sergio Dias e Claudio Cesar Dias Baptista, mais conhecido como o quarto mutante.

Irei aguardar o resultado ansiosamente Daniel.

streeto disse...

Pena que esse som psicodélico sumiu da nossa terrinha depois disso. Daniel sempre aparecendo com pérolas, demais! :D

Progshine disse...

Daniel, já era cara, tomei a liberdade de pegar o seu banner e coloca-lo na página de links do Progshine
http://progshine.com/?page_id=9

Muito bom o seu blog cara :)

Lucas disse...

Sem comentario esses caras são muito bons mesmo, um rock roll de alta qualidade, eles tem musicas que deichão nos de cabelos em pé e quem quiser conferir essa é minha favorita http://www.mp3tube.net/br/musics/Os-Mutantes-Eu-So-Penso-Em-Te-Ajudar/202127/

Klebinho disse...

e quado eh que sai isso????

Blog and Roll disse...

Daniel, eu nem sabia desse disco pois "ando meio desligado", hehe!
Aqui tem um vídeo do The Doors com o Ian Astbury e Stewart Copeland.
Abraço!

Blog and Roll disse...

O link do The Doors of the 21st Century:

http://rockandroll.blog.br/2009/04/ian-e-the-doors/

Josivan disse...

yes, nos temos mutantes.

Lilo disse...

Caralho, sonzera!
Foda mesmo!

Quando baixares esse CD, me passa ;)

Beijo.

Carolina disse...

Existe som mais louco?
Muito bom! Mas tenho minhas dúvidas se o que virá vai ser nessa linha fantástica. Os tempos são outros, as pessoas também...